Bardana - a raiz vitalizante



Andava eu nas minhas comprinhas quando de repente, numa loja de produtos naturais, cujo nome não direi porque não fui paga para lhes fazer publicidade, tive, pensei eu, uma miragem: Bardanaaaaaaaa? Não, não era uma miragem, talvez mais um milagre! Sim, um milagre pois que esta raíz maravilhosa raramente se encontra no mercado, muito menos numa loja de produtos naturais em Torres Vedras. Costumava encontra-la, de vez em quando, em mercearias chinesas, e às vezes também em lojas Bio em Lisboa. Eu conheci e deliciei-me muito com esta raiz, quando morava no Brasil na escola Macrobiótica “Princípio Único”, mas ao regressar à santa terrinha só a fui provar de novo quase 15 anos depois… Vocês nem imaginam as saudades que eu tinha da bardana! Mas o que tem demais esta dita bardana? A raiz de bardana é um tubérculo subterrâneo delicioso e muito Vitalizante. A sua fama vem de muito tempo: os gregos a utilizavam como medicamento, e na Idade Média era incluída em várias formulações destinadas à cura. Algumas referências sugerem que o seu nome científico Arctium lappa deriva do grego "arctos" (urso) e "lambanô" (eu tomo), em alusão ao aspecto peludo que apresenta. As suas raízes e folhas são alimentícias e medicinais. Algumas propriedades desta maravilhosa raíz: - antioxidantes, preventivos de doenças e propriedades promotoras da saúde. - muito baixa em calorias; fornecer cerca de 72 calorias por 100 g. A raíz de bardana é uma boa fonte de polissacarídeos não amiláceos, como inulina, glucósido-Lappin, mucilagem, etc., que ajudam a atuar como